quarta-feira, 12 de maio de 2010

29 - Afinal não estava doido

Do Neca Quelhas para o Armando Martins

Meu caro Armando,
Este fim de semana a Tabanca dos Melros foi especial.
O Tenente Coronel Pessoa, piloto da Força aérea que fora abatido em Guilege, confirmou aquilo que Há muito eu vinha dizendo, mas que ninguém acreditava em mim. Por ironia do destino, o Tenente Coronel Pessoa perguntou-me onde estivera, e eu respondi-lhe que estivera em Mansabá (Zona do Morés).
-"Então deve-se lembrar do fiat que lá se despenhou..
- Claro que me lembro! em Setembro de 1973 eu estava lá."
Ainda bem que me fizera aquela pergunta, pois acabara de me tirar um enorme pesadelo de cima de mim. Já tinha comentado esta situação com muitos camaradas, e todos me diziam que isso não podia ser, que eu estava enganado, que isso era mentira. Cansado, deixei de falar disso pois eu próprio passei a não ter a certeza do que estava a falar e a pensar se teria sonhado ou se estava doido. Afinal não sonhara, o fiat despenhara-se mesmo e o Piloto era afinal o Tenente VANZELER que acabou por ser recuperado pelas nossas tropas. Para nós o fiat fora abatido, mas isso pouco importa, se o Tentente Coronel Pessoa o diz, é porque é verdade. Felizmente que estes encontros servem para conhecer pessoas e camaradas que deram o seu melhor. Nós é que somos o testemunho vivo da nossa História em terras de África.

Também gostei muito de conhecer a Giselda ( enfermeira Paraquedista) que todos conhecem, Esposa do Pessoa.

Um bem haja a todos os camaradas,
Um abraço.
M.Quelhas
ex 1º cabo

Resposta do Armando

Caro Neca de ti Mina:


Está carregado de razão, mas não me lembro sequer de termos falado neste assunto portanto está tudo certo, só há um pequeno problema, o Sr. Miguel Pessoa é Coronel na reserva na altura era Tenente, que eu conheci em 1972 na BA 5 Monte Real , onde prestei serviço na secção de Incêndios e o Sr. Wanzeler que eu tambem conheciem Monte Real , era na altura Capitão, sei que teve problemas com um Fiat G91 na Guiné, mas não me lembro da data, se tu o dizes é porque sabes.Se ficou tudo esclarecido, ainda bem, para isso tambem servem estes encontros. Vou passar o teu e-mail ao Jorge Teixeira (Portojo) esse camarada tem muitos mais contactos do que eu da malta toda.
Abraço
A. Martins
Ex- sold. Caut. FAPGuiné

5 comentários:

  1. Camarada neca Quelhas, o coronel Pessoa se não estou enganado foi abatido junto a Guileje foi resgatado pelo grupo do Marcelino e foi a enfermeira Giselda que o acompanhou na ivacuação para Bissau.
    Era isto que se comentava na altura em Cacine e Cameconde locais onde me encontrava, fazendo parte da CART.6552 como furriel Mil.
    Sou natural de Rio Tinto, onde tenho as minhas raizes, Vivo em Paredes,assino como Manuel Ribeiro e espero poder um dia visitar a vossa tabanca.

    ResponderEliminar
  2. Amigo Quelhas

    Acerca do assunto já me tinhas questionado e eu também te dizia que não tinha lembrança.
    Primeiro já vão muitos anos e segundo falavas em abatido.se fosse abatido pelo IN ficava na memória concerteza,pois as antiaereas e os mísseis eram o nosso pesadelo.Como foi por acidente ficou num canto escuro da memória.
    Faço aqui a "mea culpa","mea culpa".
    Um abraço

    Gil Moutinho

    Manuel Ribeiro,todas os 2ºs Sábados há tabanca,só tens que telefonar até à vespera.

    ResponderEliminar
  3. Manuel Ribeiro
    De Paredes ao Choupal é um pulinho
    Cá te esperamos
    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. Caro Jorge,
    Obrigado pela publicação, tu percebes destas coisas e podes muito bem ir mais longe.
    Esta tabanca ainda está muito despida.
    Um Abraço.
    Quelhas

    ResponderEliminar
  5. Meu Caro Neca

    Não é só ao Jorge que compete preencher este espaço, compete a todos nós ex-combatentes e principalmente aos gondomarenses, que devem mobilizar-se em torno desta acolhedora e belíssima tabanca, pois a nossa "Morança" para mim é a mais bonita em relação a outras tabancas que que existem por aí.
    No entanto, para mim, infelizmente sinto que os nossos conterrâneos são resistentes em participar em iniciativas deste género.
    Do levantamento feito, temos mais de 120 ex-combatentes gondomarenses que estiveram na Guiné, os de Angola e Moçambique "cá dê" ??. Embora reconheça que estejamos a atravessar um período económico terrível, será que todos esses ex-combatentes gondomarenses estão na penúria que não possam pagar 15€ por mês ou de vez em quando ?
    Enfim, vamos caminhando devagar, devagarinho para levar este barco a bom porto e fazer um esforço para que mais gondomarenses apareçam nesta linda tertúlia.
    Com um abraço amigo para todos os Melros e não só, também para todos os camaradas que têm levado o seu apoio e alegria à nossa "Morança"
    Carlos Silva

    ResponderEliminar