segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

P88 - David Guimarães na Primeira Linha de Combate

Do nosso querido camarada, amigo e Melro da primeira hora, David Guimarães, lêmos um comentário, que se me permitem tem direito a primeira página.
Vamos reproduzi-lo na integra, aqui e agora.


Olá - pois Jorge eu não te envio fotografias mas sim um comentário à forma linda como correu a festinha de Natal... Gostei e muito, não por eu ter participado mas sim pela boa organização que se dá dentro de uma caserna já bem grandinha.. Se a noite não viesse depressa creio que ainda lá estaríamos - assim é bom, como os amigos se juntam e partilham sempre com coisas mais ou menos novas a contar e sempre a alegria que nos trás por aqui... E como é lindo fazer uma celebração de um almoço de Natal....

Dos infiltrados fotógrafos e ainda bem - que bem estiveram - eu tenho aqui tudo cheio de fotografias, guardo tudo porque é material de muito interesse... FESTA DE NATAL, bem dito os velhos combatentes também são bons de sentimentos...

As dúvidas... na fotografias e nos nomes uns tem assim - fulano de tal, e outros têm assim fulano de tal melro... Tenho a sensação de que percebo mas não queria perceber às tantas - ou será que melro é todo aquele que é de Gondomar?

Abraço e até à próxima, para todo o pessoal
David.

Se me permites, caro David - e tens de permitir mesmo pois sou o "dono" disto pelo menos até haver alguém que tome conta da Tabanca - vou-te pedir que não leves a mal essa coisa dos nomes uns com Melro outros sem. Para te ser franco, também não entendo. Mas isso são coisas Facebookadas que para o caso não interessa nada.
Um abraço e até ao Ano, se não for antes.
Jorge









P87 - O Último Voo do Ano 2012

Nem frio nem chuva, que felizmente não se apresentaram, mas com muitos Melros e outras passaradas, finalizou-se o ano no nosso Ninho do Choupal. 

Pássaros houve, assim se pode dizer, que se levantaram do seu ninho caseiro onde penavam haviam dias sob olhares atentos, para não faltarem aos Copos que se prometeram muitos e bons.   
Depois da passagem pelo Museu, há que acomodar a barriguinha a umas Entradas pouco violentas. Salgadinhos, charcutarias, patés e outras viandas, desapareceram com a rapidez do relâmpago, não o das bolanhas.  
Sumos e Águas bem tratadas. Cerveja, Branco, Tinto, Rosé, colheita da Casa. Vocês sabem a que me refiro.
Expectativa para o tradicional discurso do Presidente, que como todos os discursos, ninguém ouviu. Mas foi salvado com palmas que se devem ter ouvido na sede do Município.  
Depois da espectacular Sopa de Nabos que só os de Gondomar sabem preparar, uma terrina de Tripas para Melros especiais. Quem não chora não mama... mas foram tantos os que choraram que só deu uma colherzinha e apenas para alguns.
Com um visual destes, ninguém resiste. Nem os doentinhos...  
Uma das mesas que exposeram remédio para o colesterol.   
No vai e vem da mesa para a mesa, tempo para umas galhofas do Neca.  
O Vinhal deveria estar a lembrar-se de alguém que também adôôôraaa Bolo-Rei. 
A coisa dura e dura e dura, mas o Carmelita já saciado treina as aéreas. 
Cantares, Música e Bailarico para semi-acabar a festa.  
Constou-se que andam uns desaparecidos na noite. Mas ós pois logo se vê... 
Coisa mais esquisita. O fotógrafo estava lá, mas estaria de gatas ????
Para Memória Futura a foto de Família.

Adeus, até ao Ano, isso é em 12 de Janeiro.
Boas Festas