domingo, 14 de julho de 2013

99 - A Sardinhada

Lindo o Choupal, todo florido, um prazer ao olhar. Lantanas, Rosas e outras flores, bravias ou não, nos arrasam quando chegamos à entrada do espaço do Restaurante Velho.
 
 
É sempre assim nesta época que até vai meio adiantada para a glorificação das flores. Uma pena as hortências azuis estarem já um pouco queimadas.
 O pessoal foi chegando. 
 Caras novas foram-se apresentando
A ramada do Restaurante Velho está linda. Cheiinha de cachos prontos a amadurecer. 
 As belas chouriças-morcelas do Gil estão prontas para grelhar.
 E a bendita Costela já está nas brasas. Os aparelhos dentários começam a tremer...
Uma romaria junto ao espólio do Museu. Novidades que só o Bateira arranja. Mas onde vai ele buscar tanto espólio ?
O CMDT em Chefe Barbosa cheio de vaidoso, foi buscar um "kiko" para meter no nosso sentinela. O Neca dá aquele jeito como só ele é capaz em fardar bem um manequim.
Esqueci de fotografar as novas peças Museológicas. O Museu pronto e arrumado e o Bateira feliz.
Retardatários ? 
 Mais retardatários ?
 Tudo nas calmas, o local da operação bem definido.
Mas não chegou. Quem diria...
 A herança de um ex-camarada falecido há pouco.
O Bateira é o fiel depositário. No próximo mês, as notas vão estar plastificadas para que possam ser apreciadas como merecem, sem serem destruídas. Obrigado Bateira pelo teu carinho ao Museu.
 Muita serenidade e concentração antes da ordem de atacar.
Tudo a postos e eis que é dada a ordem para começar a operação.
É para arrasar, camaradas
 Vamos a eles...
E que não sobre nada... 
Em quanto isso... as Tolinhas já estavam na brasa, 
felizes e contentes a espalhar aromas pela Tabanca
O primeiro inimigo estava a ser desbaratado.
 Ponderado, o Presidente Bandalho vai ver como a operação está a correr.
Adivinhem a quem tocou este ronco...
Salada de Bacalhau com balas... Ciclistas com atum au vinagret... Pataniscas de farinha embrulhada...Salgadinhos au point... Morcela... e uma amostra de Costela. 
Foi tudo na caminheta, empurradas por aquele branco especial do Choupal. 
Mai'nada e prontos. 
 Mais retardatários.
E depois queixam-se 
 Uma pausa e momentos para reflectir.
 Muito reflectir só faz bem
O local da operação teve de ser ampliado.
Salvaram-nos as pedras assentórias e amesentórias romanas. Isto de se registarem 20 voluntários, o Gil contar com 30 e aparecerem 40 não é digno de Combatentes esfomeados.  
À Mesa Romana chegou um reforço.
A Ordem veio do Bateira. produto da sua quinta apresentado pelo Neca.
Mas teria de esperar para o final da operação. 
 A ordem do segundo ataque chegou finalmente.
 E foi um regalo ver as tolinhas a brilhar. 
 O Chefe manequim fardado segue atentamente o evoluir da operação

 Comer tolinhas de garfo ????
 Mas gente esquisita é outra loiça.
Bacalhau de palmo de alto para o camarada Jorge


 Algum fuminho, faz lembrar outros tempos.
Mas com outro cheiro



 Na mesa de comando romana parece tudo satisfeito

Conhecemos mais um Vigário. este é da Maia. Chegou atrasado pois desconhecia o local da operação e andou perdido por montes e vales. Quási não chegava o rancho para ele. Valeram-lhe umas fêveras grelhadas à pressão.
Como prémio pela bem sucedida operação, os finalmentes de um Caldo Verde que em vez de tora tinha presunto. E esta hemmm!!!!!
 Regressou a serenidade após o combate.
 O comando obsequiou as tropas com mais finalmentes.
 Doce da casa gelado. Ora toma
 A Maçã assada à Melros. Para arrasar...
E este prémio foi para....
Seguiu-se a reportagem para a escolha de cartazes dos candidatos
à próxima campanha eleitoral.
Portojo, Lema: Um Café e um Bagaço do Bateira
Barbosa, Lema: Vermelho por dentro castanho por fora
 David, Lema: Azul e Branco sempre
Silva de Catió: Lema, a máquina avariou de novo 
E foi aqui que tudo começou...
O Carlos Silva deixou uma mensagem: a próxima operação será de sua responsabilidade. Portanto em Agosto ele estará cá, após merecidas e retemperadoras férias no Algarve. E mais, essa operação será para organizar a outra a seguir, em Setembro, chamada como nos anos anteriores OPERAÇÃO DE ARRASAR.
Como Rio Tinto não se candidatou, a ver vamos como vai ser. Mas não restarão dúvidas que será uma beleza como as anteriores.
Arrasaremos tudo o que vier... 

5 comentários:

  1. Caro amigo Jorge,
    Jugo que tenho que me transferir com roupas e bagagens para o Norte.
    Abraço amigo do
    JCamara

    ResponderEliminar
  2. Foi a bela sardinha assada e não só e os finalmentes também.
    O Grupo de Combate está a aumentar, qualquer dia passa a Companhia, que boa companhia já temos.
    Um abraço
    cumprim/jteix

    ResponderEliminar
  3. "Tudo vale a pena, se a Alma não é pequena", mas encontrei, pelo meio, almas penadas e, ou, invisíveis.
    Enfim! É a vida antes do final do tempo.
    Aproveitai antes que se esgote.
    Gostei.

    Santos Oliveira

    ResponderEliminar
  4. Amigos & Camaradas

    1 - Fico contente por o convívio dos Melros ter sido mais um "ronco", pois para quem não acreditava, a nossa Tabanca está consolidada e em Dezembro faz 4 anos que toda esta "tainada" começou.

    2 - Tudo correu bem felizmente, mas parece-me que qualquer dia vão queixar-se que comeram mal, pois apesar de todos os meses se recomendar para avisarem previamente o Gil, a rapaziada esquece-se e depois não há sardinhas que chegue para toda a malta.
    No entanto, o Gil sempre vai desenrascando
    Um abraço daqui do reino dos algarves e até Agosto, pois temos de preparar o convívio anual para Setembro que será em S Pedro da Cova.
    Carlos Silva

    ResponderEliminar
  5. Amigo Carlos : Olha que as sardinhas chegaram e sobraram. Pelo menos no meu abrigo ainda lá ficaram duas.Não foi por falta de apetite, mas por cortesia.Foi mais um convivio, que como sempre correu muito bem . E a formatura estava bem composta. Que o diga o amigo Portojo, que fez uma boa reportagem.Um abraço a todos. A. Vilela

    ResponderEliminar