domingo, 8 de março de 2015

123 - O Dia do Soldado, Combatente do Ultramar em Gondomar

Passou-se ontem a comemoração deste dia que voltou a reunir muitos ex-combatentes na homenagem que dedicamos especialmente a quem por terras de África deixou a sua vida.

Depois da Missa, os discursos junto da Estátua e o almoço de confraternização, realizado desde há uns anos, mensalmente, no Choupal dos Melros, que deu o nome à nossa Tabanca.

As cerimónias junto à Estátua


 E o após, a chegada ao ninho da Tabanca dos Melros


 Preparando a foto dos Melros e a seguir os aperitivos




 Parece a Feira de Gondomar mas não é. Com o calor de uns belos 18 graus não apetecia andar de agasalhos
 Condecorações foram atribuídas a Melros com estatuto Bandalho


 Fundadores da Tabanca e outros Bandalhos
 A comezaina



 Para que o Vilela Angolano não diga mal da reportagem, hoje está em quase todas...No caso junto ao mano Vilela Moçambicano que lhe bate palmas.
 O Bateira mostrando o seu glorioso néctar que já é hábito ofertar.
 Autarcas e o Carlos Silva

 Dois perigosos ex-combatentes são seguidos por olhares atentos.
 Uma mesa muito Bandalha

 A Caixa Registadora a funcionar.
 Os finalmentes





Até ao mês que vem, no dia 11 de Abril.
Espera-se que o Carlos não fique zangado por se ter escrito Feira de Gondomar e não de S. Cosme.

1 comentário:

  1. Obrigado amigo Melrobandalho Jorge Portojo, por dares um destaque especial aos Bandalhos que aqui também foram homenageados, um agradecimento pela simpática iniciativa do Dr. Rui Coelho. No entanto o dia e a cerimónia foi para os que tombaram ao serviço da Pátria no Ultramar. Assim fez-me lembrar uma certa frase dita por um certo senhor, (ou seria "senhora", do tempo da outra senhora?) "Honremos os mortos se os vivos o não merecerem", acho que estava enganado porque também o merecemos. Fomos enganados e agora somos ignorados por quem não devia.
    Um abraço
    cumprim/jteix

    ResponderEliminar