domingo, 19 de junho de 2016

P136 - Com cheirinho a Santos Populares

Embora os tempos não estejam muito a jeito, a verdade é que o Choupal está lindo.
A exuberância das cores que encontramos nos caminhos e canteiros deixam-nos alegres e prontos para uma boa refeição.
As videiras já nos mostram os pequeninos cachos de uvas que vão encher até Setembro.
 Convívio, comida e bebida coabitam. Então vamos nessa.
 Depois do aperitivo é hora de sentar.
As famosas, caras e ainda pouco saborosas sardinhas. Mas a tradição ainda é o que era.
 Tudo a postos. Mas ainda há dois meninos a brincar às novas tecnologias.
Mas há quem goste mais de uma boa feijoada. E o Gil sempre atento a esses pequenos pormenores.
Escondido na garagem do tractor, um ninho de andorinha. A mãe é extremamente rápida a dar de comer aos filhotes que espreitam por cima do ninho.
 As cores do Choupal dos Melros
É pena que muitos Gondomarenses e não só, estejam a faltar a este encontro. Sabemos que estamos na época dos convívios das Companhias, mas a coisa está a vir de trás. A crise também não ajuda e cada um sabe de si.
Um abraço para todos os ex-combatentes.

Esta "brincadeira" vai atrasada uma semana na sua publicação. A culpa foi de um virús maligno que não deixava entrar a internet. Para já tudo recomposto.

4 comentários:

  1. Parabéns! O nosso artista está de volta!
    Apesar de tantas condicionantes, o nosso Secretário General não deixou de "cumprir" a sua missão estatutária e bafejar-nos com a sua agradável reportagem.
    Abraço
    artistica seu agradáve

    ResponderEliminar
  2. Parabéns! O nosso artista está de volta!
    Apesar de tantas condicionantes, o nosso Secretário General não deixou de "cumprir" a sua missão estatutária e bafejar-nos com a sua agradável reportagem.
    Abraço
    artistica seu agradáve

    ResponderEliminar
  3. Felizmente que, pelos percalços, não haja mal que sempre dure...
    O aspecto "mais" florido desta Reportagem, apregoa a entrada do Verão. Eis que ele aí está. Que seja favorável a quem dele possa usufruir.

    Abraço a todos.
    Santos Oliveira

    ResponderEliminar