sábado, 11 de fevereiro de 2012

73 - No Dia dos Melros, Onde Pára o Carlos ?

Dia de Melros, onde não foi esquecido o nosso querido camarada e amigo Barbeiro, que há dias nos deixou. Os Ecus dedicaram-lhe uma pequena homenagem.

Mas passemos aos vivos e ao registo das "entradas", onde faltava ainda o nosso querido ex-prisioneiro indiano Carlos, saudado com palmas e Coimbra olé.
Em grande destaque o enorme Barbosa, o melhor contador de filmes policiais e não só deste planeta. Mesmo superior ao xéxé António Pedro de Vasconcelos. E então aos do CSI nem se fála...
Antes que esqueça, o Gil apresentou-nos um Espadal de 4 estrelas, produto próprio só para amigos. 
Mas a anedota do dia era "Onde Pára o Carlos ?"
Estavamos no Dia de Bacalhau, cuja terceira dose foi igual à primeira. Infelizmente não havia Tripas, por isso só reforcei com duas.
Intervalando entre umas coisas e outras, David Guimarães e Neca Quelhas, sob o olhar atento do Bateira, civilizadamente só podem estar a falar de duas coisas: Sporting e Porto. Felizmente o Barbosa estava longe, partanto ninguém se chateou e a conversa seguiu plena de interesse e exaltação desportiva.
O Paulo sabe perfeitamente que quem trabalha precisa de vez enquando tratar dos minimamentos. Olha p'ra ele a encher o minimamente cá do rapaz...sob o olhar invejoso do Mário.
Para os coleccionadores de escalpes, o Jomaro é exemplo de mestre. O "caldinho" está mesmo à maneira.
 
Não é para chatear o Carlos, mas o Bateira fez questão em apresentar o seu espólio pessoal que, diz ele, um dia será doado ao Museu.
De entre as relíquias, uma baioneta da Kalashnikova - também lá está um carregador da dita no espólio - ainda com terra da Guiné.
Entretanto foi-nos divulgado pelo Mário o programa ainda não oficial das comemorações do Dia dos Combatentes do Ultramar de Gondomar no próximo 3 de Março. Brevemente cá estaremos a confirmar o programa completo.
Mas para já é certa a concentração da rapaziada a partir das 10,30h junto à Igreja de Fânzeres, seguindo-se missa em memória dos nossos ex-camaradas falecidos e a romagem até à Estátua dos Heróis do Ultramar, na Praceta mais conhecida pela do Soldado, em Fânzeres.
Portanto, a nossa reunião mensal passará para este dia - 1º sábado de Março - no local habitual: Choupal dos Melros. Após as comemorações matinais.

Entretanto a rapaziada manda votos para que o Carlos recupere ràpidamente da intervenção cirúrgica ao "olho", coisa que demora meia hora, mas que devido a todos os preparativos e paneleirices da ordem, nele são precisos 3 meses. Aliás, ninguém sabe se a operação já era, ou ainda será. Mas para o caso não interessa nada. Interessa que no dia 3 possa ler o seu discurso. Que segundo uns zunzuns espalhados, deverá ser ouvido in loco pelo camarada Valentim. Portanto, cuida-te e cuida de um bom discurso, sem pieguices.
Um abraço a todos os Ecu's




quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Triste notícia

Foi a enterrar ontem o nosso querido amigo e companheiro Francisco Augusto, conhecido entre os Melros pelo "Barbeiro" ou pelo "Lagoaça".

Era natural da freguesia de Lagoaça, concelho de Freixo de Espada à Cinta, residente há muitos anos na freguesia de S Cosme, concelho de Gondomar.

Este nosso camarada padecia há já algum tempo daquelas doenças difíceis de combater. Daquelas que acabam por ganhar sempre a guerra. Pior do que aquelas emboscadas que o IN na Guiné nos brindavam.

Apesar de doente, mesmo assim o nosso camarada não fugia ao convívio da Tabanca dos Melros.
É mais um dos nossos que parte, mas ficará para sempre entre nós, pois a sua imagem permanecerá diante dos nossos olhos, com aquele sorriso suave.
Paz à sua alma
(Carlos Silva)