domingo, 15 de dezembro de 2013

107 - Último Almoço do Ano

Com o nome de Almoço de Natal, a Tabanca reuniu 93 Almas a precisar de "velinhas", entre Melros e Bandalhos e outras espécies migratórias.
As espécies foram chegando, cada qual pela sua asa.


O momento difícil da colecta. Tudo muito mal controlado e houve um pardal que se desenfiou ao controle. Paciência.
 Muita festa e aí ficam as recordações.
Uma das mesas ocupadas pelos Bandalhos. Feito único, conseguirmos reunir 3 Catiósenses.
Nesta mesa só se falou de Rangeres. Os tais que antes dos anos 80 já o eram. Paneleirices...que para o caso não interessam nada.
Outra mesa de Bandalhos.









Como as contas não batiam certas, chamou-se a Judiciária e o Tribunal de Contas. O Tesoureiro esteve quási a ir dentro, mas foi desculpado. Afinal havia outro...




Ao fim de 3 horas de ninho quentinho começaram as impaciências.
Três Bandalhos: Tavares Fozense, Vilaça e Azevedo.
As Senhoras (este não é um clube do Bolinha, conforme temos sido apelidados) resolveram fazer um brinde ao Bandalho de serviço. Como recompensa têm 4 fotos 4 para recordação. Eram 5 mas o rolo tinha acabado.



Chegou o Grupo Folclórico - creio que é o de Fânzeres - para uma actuação digna dos grandes palcos. As Senhoras continuaram com a sua grande festa.
O Carmelita usou uma iluminação digna que só o Manoel de Oliveira costumava utilizar nos grandes filmes de 4 horas.

 Ó pa elas todas na marchinha.

 O Rochinha aproveitou para se ginasticar.
 O Súcio em apuros para trabalhar
 Hora do café e do bagaço
 Só podia ser o Lobo a meter uma canga no Xico Allén. Se o Gil sabe...
 Uma nova parelha aparentada com o Bucha e o Estica
O compadre Peixoto não se esqueceu do aniversário do ano passado. A Bagaceira Velha do Frade Morto, levanta tudo. Prometeu trazer breve a correspondente a este ano.
Recordações. Repete-se: como é que aquela boina servia ao Carlos ?
O camarada Avintense Antero sequioso. Lá do alto, o Alto Barbosa manda as suas bocas.
Fim de Festa
Já a lua ía alta.
video
video
Alguns apontamentos da actuação dos Cantares das Janeiras do Grupo Folclórico. A qualidade dos vídeos é péssima porque os vapores etílicos que circulavam na atmosfera não ajudavam a um bom trabalho.
Foi bonito sim senhores e senhoras. Conseguimos reunir camaradas de Vila Real, Lamego, Régua-Santa Marta, Penafiel, Vila do Conde, Figueira da Foz, Espinho, Gaia, Lisboa, Baía-Cascais, Monção, Porto, Matosinhos, Maia para além de Gondomarenses. Claro.
Um agradecimento especial ao Zé Manel Vinhateiro que ofertou para além do Vinho Fino Especial, umas garrafitas de Pedro Milanos tinto, que depois de abertas e aquecidas no forno, foram devidamente degustadas. Uma bela pomada que se recomenda.
Pedidos para comprar podem ser feitos para:
Quinta da Senhora da Graça :
  josemadouro@live.com.pt
https://www.facebook.com/quinta.s.dagraca?fref=ts



terça-feira, 26 de novembro de 2013

Convívio-Almoço de Natal

É começar a pensar fazer as marcações, pessoal.

domingo, 10 de novembro de 2013

105 - Véspera de S. Martinho

Houve Castanhas e Vinho Novo, muita conversa e o do costume.
Nos antes, uma loirinha mesmo escondida é sempre descoberta
Discussões é do mesmo e com o mesmo. O outro é que varia.
Hora de iniciar a Operação Sala 1 e o Bateira com o tal já a fazer "raiva". A Hora dele também chegou, lá mais para o fim.
blablabla, e lá foi correndo a Operação sem necessidades de apoios externos.
E de igual forma como a Guitarra Toca Baixinho, também o Barbosa explicou que é a Hora de dizer como o Rui Patrício deve defender as cabeçadas dadas a partir do chão.
Brincadeirinha, pois nem o Barbosa é bruxo nem o pessoal do fundo o ouviu. Mas ficou esclarecido que o próximo Convívio é a 14 de Dezembro, com Almoço Especial de Natal. Só mais 5 paus e o Gil prometeu coisa da arromba.
Porque o Futuro é já Hoje, as inscrições estão abertas.  
É também a Hora de tirar as cremalheiras que estorvam.
E pode começar a Operação Sala 2
  Muito blabla e o Lobo uuuuuuuuuuu aperitiva com uma sopinha quente
O assalto foi a um Feijão Típico à Melros.
Uns certos Bandalhos gozam com qualquer coisa. Deve ser com uma cremalheira que teima em não sair....
O seguimento da Operação não tem ordem nenhuma. Foram vários os filmes de autores diferentes.Mas para que conste aqui está a filmografia quási completa e o relato possível
Esta não se sabe se foi antes, durante ou após Operação. Para o caso não interessa nada.
Mais uma canção para recordar. Esta do nosso ex-camarada Marco Paulo: Eu tenho dois amores, que em nada são iguais. Um é Vermelho outro Azul e o Neca Quelhas, pelo sim pelo não, não quis misturas. Não rima mas é verdade.


Recordando novamente o Xico Meigo, É a  Hora dos finalmentes, isto é, de dar cabo da Aguardente em casca de Carqueja Velha, do Bateira.
E uma homenagem aos Valentes Rangeres de cuspe, que nunca são esquecidos. Nem o Carlos Silva, pois o Silva de Catió questionou em que cabeça aquela boina era usada.
Prontos. Tá feito e mai'nada.

Já sabem que as marcações podem ser reservadas para este triste blogue e ainda:
GIL - choupal@quintadoschoupos.com
GIL - TEL: 224890622 - 919677859
CARLOS SILVA - 966651820
https://www.facebook.com/tabancadosmelros.melros

Qualquer informação os camaradas Portojo e Barbosa estão ao dispor.

Registem-se já duas Reservas: Cancela e Eduardo Campos.