quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Post. 7 - Mensagem de David Guimarães


Do nosso camarada David Guimarães, recebemos a mensagem abaixo transcrita:

Amigos e camaradas de (GONDOMAR) da linda nova "tabanca" claro...
Vejo com agrado a criação de novos espaços oriundas da grande Tabanca (Luís Graça e Camaradas da Guiné) onde eu nasci e aprendi as regras do atabancamento.
O agrado apossa-se de mim de tal forma que não resisti a escrever-vos. Hoje vi a direcção - isso ao menos, pois antes tinha ouvido rumores desse acontecimento...
Que raio, eu que já conheço essa "cubata", na minha vida artística junto com o Carlos Costa estivemos lá a tocar - O Choupal dos Melros achei mesmo lindo o espaço para um "atabancamento" que nunca se confunda com "atrabancamento"....
Como na tropa, alguém me disse fez dias: em Gondomar está lá uma (tabanca) a formar-se para o pessoal do Concelho que andou na Guiné...
Como sabem - e vale a pena recordar (creio que ainda é assim) - tabancas onde os Fulas e Mandingas partilhavam, mas uns com a casa de um lado e os outros do outro... cada um com o seu chefe de Tabanca que só obedeciam todos ao mesmo se ele fosse o chefe religioso - mas isto só nas orações. Caso do Xitole por exemplo em que o chefe religioso era na altura também chefe do aldeamento... Quando vinham pessoas de outras tabancas eram primos e primas e acolhiam-se nos seus familiares - se eram amigos, acolhiam-se em casa dos de sua etnia e nunca de outra...
Mas pronto espero que este anúncio, este aparecimento da direcção desta tabanca seja um convite também a este homem grande pelo menos a uma visita - pois não sendo apátrida sou sim de uma etnia muito diferente de todos, desculpem - sou Madalenense (Gaia) de nascimento Espinhense de adopção mas sou amigo - e como todos tive o mesmo jeito de um dia andar com as mesmas armas, com a mesma farda e ter ido aquela terra quente e húmida da Guiné onde me deram uma estadia de quase dois anos...Curioso - lá andávamos todos à mistura e tudo se entendia... mas... prestei atenção a coisas que se passavam mesmo na guerra quando os combatentes - nós, descíamos a Bissau... A célebre guerra do eu sou de Cavalaria, eu de Artilharia eu disto e eu daquilo - eu Ranger, eu Comando e eu até estou na PM... Outros para os lados já de Bissalanca eram da Aviação, coisa aparte fora os marinheiros (os fusas) e os para quedistas... etc etc...
Aqui seremos todos soldados!!!!!Isto tudo para quando for para esses lados pedir guarida a essa tabanca e para que me poupem o Carlos Costa no dia 9 - pois ele tem que cantar pela noite... Parabéns pela Tabanca e obrigado...
Abraço,

Tabanca de Luís Graça e Camaradas da Guiné
Tabanca de Matosinhos
Blogue Ponte dos Fulas,
etc etc etc na NET
Vosso amigo....
David Guimarães


Post 6 - Viajando por outras Tabancas

Durante o convívio semanal na Tabanca de Matosinhos, tive o grato prazer de encontrar o nosso camarada Macedo, ex-artilheiro da pesada em Bedanda, 71/72, se não estou em erro e que já havíamos encontrado no 5 de Outubro na homenagem junto ao Soldado do Ultramar, em Fanzeres. Esperámo-lo encontrar de novo no próximo dia 9 de Janeiro, na Tabanca dos Melros.
Prometida foi também a comparência de outros camaradas, a quem forneci as coordenadas da Tabanca.
E já que estamos em fim de ano, aqui deixo para todos camaradas e amigos os votos de Bom Ano.
Um abraço para todos.






sábado, 26 de dezembro de 2009

Post 5 - Apresentação - "Melro" Carlos Silva



Este “Melro
” nasceu em 9-2-1947 no Largo de Ermentão, nº 26, neste lindo Bairro.
Com 6 anitos, passou a residir no Lugar da Passagem, tendo frequentado a Escola Primária Conde Ferreira no Largo do Souto, que muitos anos depois foi demolida e reconstruída no Lugar da Gândara.
Fez a sua comunhão na Igreja Matriz da Freguesia de S. Cosme e S. Damião, bem como, ali se casou depois de terminar o serviço militar.
Frequentou a Escola Industrial e Comercial de Gondomar [Antiga e Moderna]
Migrou para Lisboa desde que regressou da Guiné em 1971. Continuando a luta, por uma melhor vida, após o 25-4-74 frequentou o Liceu Camões e a Faculdade de Direito de Lisboa, onde terminou o curso em 1981.
Carlos Silva


Largo de Ermentão nº 26
Neste pequeno Bairro nasceu este "Melro" - 2008



Igreja Matriz de S Cosme e S Damião Gondomar - 2009


Escola Industrial e Comercial de Gondomar - 2009


P. 4 - Mensagem de Jorge Felix

Postagem de Jorge Felix, ex piloto não sei de quê, mas pelo menos de heli haulotte sei que foi, e nos lindos céus e bolanhas da Guiné, na altura em que o mundo despertava para o  "Amor sim, Guerra não". Mas quem queria saber de África se era o Vietnam que lhes apertava os t... Adiante
Aqui vai a mensagem:

Caro Melro,

Há uma pequena falha, ou passou-me por distração, que é a omissão da morada do restaurante.
Agradecia as coordenadas pois pode dar-me a "fome" e um homem tem onde se "aforrar".
Espero na volta dos emails a vossa direção. Gondomar é muito grande.
Abraço
Jorge Felix


Nota: Já respondi ao Jorge

P. 3 - Apresentação do Gil Moutinho, Melro do Choupal



Carlos e todos os melros

Esta criança,que é a tabanca,tem que começar a andar e parece-me que se pode iniciar com a apresentação de cada um ,do percurso na vida militar,e da participação no Ultramar e de tudo o que quiser contar de tudo isso.
Aí vai!
Fui incorporado no dia 24Jun1970,durante 2 ou 3 semanas,fui submetido a todo o tipo de exames e
provas para acesso ao curso de pilotagem,só faltava que nos virassem do avesso.Nesse período,a ansiedade era muita,pois todos os dias entravam e saíam candidatos,uns contentes e outros desiludidos.A taxa de reprovações era enorme.Portanto no dia 23 recebi a guia de marcha para a Ota,com o almejado APTO na mesma.
Depois da apresentação na Base,deram-me licença até Outubro,onde o P2/70 começava a recruta.No 1º dia da mesma espetaram-nos nos canais de agua e esgotos da Base,no meio de tiros com balas de borracha,para nos manter o mais próximo dos fedores.Lá chegamos ao fim e prestámos o juramento de bandeira.
Depois,e após um pequeno período de licença,fui colocado em S.Jacinto,onde iniciei o curso tendo acabado o mesmo em fins de Out71 c/14,14 valores.No primeiro vôo em T6,estive para desistir,imaginem por causa do capacete!A cada instrutor(Sarj.Aj Carvalho,o meu)calhou 3 alunos e só
havia 1 capacete para todos.Acontece que me era extremamente apertado e durante esse vôo,no meio da praxe habitual da acrobacia e manobras descoordenadas,só dizia mal da minha vida e no que me tinha metido.
Felizmente passou.
Terminamos o curso 12 alunos.Vinhas,Abel,Teixeira,Gaioso,Chitas,Caldeira,Pinto,Fialho,Geirinhas,Barreira,Corredeira,Vítor e Moutinho(eu)-
O que é feito de vós? Contactai! O Caldeira Pinto e o Vítor já faleceram de acidentes de avião.
De 8 Nov. a 6 Abr.72 fiz a adaptação ao DO e fiz operacional em T6,na BA3.
De 6Abr.72 a 28Dez73 estive na BA12,e executei 497 missões em T6 e DO.
Bem,uma boa vintena delas foi em lazer para a praia de Bubaque.
No regresso à Metrópole,fui colocado na BA7 onde fiz o curso de instrutor em T6 de 5Jan.a 27Mar74, tendo dado instrução até fins de Julho75.
Nessa altura,com autorização da torre,fiz um tonneau a rapar a pista, o que não agradou a alguns superiores,alegando que dei mau exemplo aos alunos.Fui recambiado para Sintra,onde andei a pastar na fotografia aerea e em pleno PREC a fazer serviços de dia.
Após algum tempo,ao abrigo de um qualquer artigo do RDM,pedi tranferência para a unidade mais próxima da residência (BA7),e aparecendo lá, já estão a ver a surpresa dos "meus amigos". Novamente em Sintra,nâo demorou muito a pedir a antecipação do fim do contrato.Saí a 8 Abril 76.
Tenho muitas boas recordações de todas estas ocasiões,que são de longe superiores às menos boas,principalmente as pessoas.Voltaria a fazer o mesmo percurso.

Acabei por fazer um historial da minha passagem pela FAP.
Até breve,e votos de boas festas e entrada no 2010

Um Abraço a todos

Gil Moutinho(Melro)

domingo, 13 de dezembro de 2009

Poste 2 - A primeira reunão - 5.12.2009

Não se espere que esta organização seja organizada. Por onde passa a tropa, neste caso ex-ECU's., só pode haver desorganização organizada. Nunca é demais repetir e ainda bem pois a anarquia é muito saudável.
Mas o porquê de todo este palavrório, que todos já conhecemos ? Porque quem deveria estar aqui a dar as boas-vindas seria o Cmdt-em-Chefe Carlos Silva e não eu. Mas não lhe vão faltar oportunidades. É só ele arranjar disposição para tal.
Mas voltemos à vaca fria, que é como quem diz, escrever a acta da nossa primeira reunião.
Assim: No primeiro sábado sombrio de Dezembro, o Choupal dos Melros do camarada GIL, acolheu o primeiro pelotão de Ex-ECU's, esperando vir a formar Batalhão, e já agora, não só da malta de Gondomar, como de outros concelhos, vilas e aldeias. Quer isto dizer que o voluntariado estará aberto todos os segundos sábados de cada mês.
Como se pode constactar, o Quartel estava triste, visto de cá de fora.
Lá dentro, na sala especial dedicada ao voluntariado, já se começava a aquecer. Alguns voluntários liam os projectos dos estatutos, enquanto duas gerações de Cachilenses, à esquerda, Santos Oliveira e Manuel Cibrão, um rendendo o outro, recordavam a bela estância de férias que foi o Como, e por tabela Catió e Cufar.
Deu-se início à sessão de trabalho...
Na presidência dos trabalhos, o camarada Carlos Silva ainda teve arte e engenho de enfardar alguma coisita da sua Terra, da qual já tinha saudades. É que lá para baixo não há disto...
As diabetes, colesterol e essas coisas complicadas ficaram lá fora.
Não é ainda a hora da debandada. Nem de levantamento do rancho. É que o pessoal já estava farto de bianda de forno e de sarrabulho, de bacalhau e de rojões, de morcela e pataniscas (a ordem é arbitrária) e então há que atacar o leite creme, as rabanadas e já nem lembro de mais nada. E como diz o outro, se não estás bem "bai dar vanho ao caonhe".
Estas fotos do Santos Oliveira não foram feitas para ver as cores do pessoal mas sim para registar a presença dos primeiros voluntários para as operações que aí vêm.
Não estão todos, mas os que faltam espalham-se por outros lados.
Não podia acabar a reunião sem ouvirmos o Carlos Costa e o coro da nóvel tuna académica do Choupal até aos Melros.
Para que conste, estiveram presentes ECUS da Guiné, Índia e Moçambique.
Adeus, até ao meu regresso, no segundo sábado de Janeiro do ano que vem.
Espalhem a notícia.
Um abraço para os Melros Ecu's


sábado, 12 de dezembro de 2009

Poste 1 - Comecemos pelo princípio - A Ideia

Carlos Silva, o homem da ideia

E a ideia era juntar em franco convívio camaradas do concelho de Gondomar, que tivessem passado pela Guiné.
Email vai, palavra vem e a coisa fez-se.
No Choupal dos Melros - a casa grande do nosso camarada Gil - juntaram-se pela primeira vez nestas andanças, uma vintena de camaradas. A ideia teve pernas para andar e não só juntamos camaradas da Guiné e do concelho, como de outros concelhos e de outras guerras. A Índia e Moçambique estiveram muito bem representadas. Como o Porto e Gaia.
Para passar a palavra, criamos este blogue, ponto de encontro entre dois convívios. Que passarão a ser aos segundos sábados de cada mês, no Choupal dos Melros, a nossa sede.
E agora, ditem as vossas leis, porque não vamos parar. Escrevam, dêem opiniões, passem a palavra.
Nós somos os ECU's "ex-combatentes do ultramar"