domingo, 17 de janeiro de 2010

P10 - Eu Fui à Tabanca dos Melros

Do nosso querido camarada e amigo David Guimarães (abaixo na foto com o Armando Martins) recebemos a mensagem que é digna de postagem. Eu fui à Tabanca dos Melros
Foi com entusiasmo que fui à Tabanca dos Melros, mais do que entusiasmo até era um gosto que eu tinha...
Evidentemente que cheguei na hora da passarada levantar, mas eu ia lá buscar um pássaro - O Carlos Costa...
Facto é que entrei e verifiquei uma coisa mesmo muito gira - vi amigos que na generalidade atabancam às 4ªs feiras em Matosinhos, na nossa querida Tabanca Pequena. Mas efectivamente aquele novo "atabancamento" tem razão de ser e de estar - numa bela situação e fora do bulício da grande cidade...
Tive a oportunidade de aí estar com os meus amigos todos mais uns tantos que afinal partilham exactamente os mesmos ideais fraternos de bom relacionamento de bela vizinhança e muitos que afinal dormem nas duas tabancas - curioso - assim é que deve ser.
Aprendi que aqui - os Fulas, os Mandingas, os Manjacos, os Melros, os de Matosinhos etc etc - podem estar à vontade sem subdivisões de espaços, quer num ou noutro lado e mais fiquei a saber que a recepção é de luxo sempre seja em que local for...
Aprendi: Que até a(s) máquina(s)? fotográfica(s) era(m) a(s) mesma(s) que deambula(m) entre Matosinhos e o Choupal dos Melros...
E se a ideia foi lançada e outras tabancas surgirão - cumpre-nos fazer com que a nossa população seja bastante para ocupar todos os espaços que vamos tendo em consideração - arranjando claro ou comunicando a mais amigos que ainda viverão a leste destes aldeamentos...
Mais aprendi: - o melhor estatuto de atabancamento é a solidariedade e amizade - creio bem que seremos um belo exemplo em como as pessoas se podem estender e como da guerra se pode pregar a paz em que vivemos, na concórdia e amizade. Todas as tabancas nascem hoje na espotaneidade de velhos combatentes que em cada conversa reinicia aquela deixada há 40 anos.
E fiquei a saber que aos segundos sábados de cada mês há reunião na Tabanca dos Melros - em volta de mesas condignas com pratos à frente com refrescos quanto baste...
Assim, antes tinham-me convidado para aparecer, agora convido-me eu e digo - claro que sim que vou e a correr.
Parabéns à querida e linda Tabanca dos Melros que está muito bem construída - e o chefe da cozinha que não se preocupe, tanto pode ser mais um, menos um, ou mais 20 "combatentes" de faca e garfo em riste (que conte com todos)- isto é assim mesmo, e nunca se esqueça de ter cerveja - isso é importante...
Acho que seria bem bom - podendo - que alguém do aldeamento maior - TABANCA GRANDE - também visite - vale a pena...
Que bom aquele apontamento de Cavaquinho com o Armando Martins - até os melros ouviram
Um abraço,
David Guimarães

8 comentários:

  1. Querido David, que a tua voz nunca se cale, (mesmo sem o som da tua guitarra) e que por esse Portugal fora se propague para que todos os Melros, Periquitos, Chetas, Moscardos, Maguilas, enfim, toda a animalária que encheu os ceus,rios e bolanhas de África, se reunam, confraternizem e digam AINDA ESTAMOS VIVOS.
    Um abraço para todos os camaradas deste Portugal nosso

    ResponderEliminar
  2. Amigo David Melro,na referência ao Chefe há aíum apelo à insurreição(não quero é levantamentode rancho).Ando eu a mendigar a reserva atempada das presenças,pois só assim é que háalgum mínimo de rigor no nosso atendimento,também existem alguns pergaminhos de quase 30 anos e expectativas vossas a nosso respeito,evós querem atabancar e o chefe que se vire.
    Além da bianda(?),a sala pode ser problema e mudar ,no momento,é quase impossível.
    Tanto arrazoado só para dizer que basta um contacto até ao fim do dia anterior(ou até às 10 horas do dia)para:919677859-224890622
    choupal@quintadoschoupos.com ou fax224809224
    um abraço para todos os melros de bico amarelo

    ResponderEliminar
  3. Meus Caros Camaradas

    Não posso deixar de concordar, sublinhar e transcrever as palavras do David, de que
    "...o melhor estatuto de atabancamento é a solidariedade e amizade - creio bem que seremos um belo exemplo em como as pessoas se podem estender e como da guerra se pode pregar a paz em que vivemos, na concórdia e amizade. Todas as tabancas nascem hoje na espotaneidade de velhos combatentes que em cada conversa reinicia aquela deixada há 40 anos."
    Outras palavras, para quê? Está tudo dito.

    Uma outra questão é posta pelo Gil (anfitrião e Camarada responsável pelo Rancho) no seu Comentário.
    Foi, no Acto Solene da Construção da Tabanca, formalmente aceite que os moldes de participação seriam (por razões logísticas) diferentas da informal Tabanca de Matosinhos; aqui, seria necessária a indicação prévia, afim de facilitar e prevenir surpresas. Dessa responsabilidade se incumbiria cada um dos Participantes que o transmitiriam aos acompanhantes e ou seus Convidados.
    Ficou implícito, mas não funcionou como norma.
    As capacidades do Gil foram postas á prova. Resistiu, gemeu e com muita propriedade acabou por resolver tudo. Desta, correu bem.Foi um êxito, sabemos. E da próxima? e quando todos se esquecerem de avisar e aparecerem ao toque do rancho?

    Amigos, fico muito feliz se tudo corre bem. Estou feliz pelo êxito da Operação que passou e desejo continuar alegre com a harmonia e alegria que ali se partilha.

    Abraços a todos, do
    Santos Oliveira

    ResponderEliminar
  4. Meus Caros Melros

    Na sequência das conversas que tenho tido com o GIl e outros camaradas, estou plenamente de acordo que cada um dê um toque para a Tabanca informando o nº de pessoas que irão atabancar e não custa nada.
    Pois neste caso a desorganização/organizada, não funciona, na medida em que, não podemos comparar o modo de funcionamento do Restaurante que a malta de Matosinhos e não só, frequenta às quartas-feiras, que serve refeições do dia a dia e cujo funcionamento não é semelhante ao do Choupal,e, porquanto, o Gil esforça-se por bem servir a rapaziada e já deu provas disso e não quer que nada falte ao pessoal.
    Por outro lado, não estou de acordo que tanto faz aparecer mais um ou 20 como diz o nosso camarada David Guimarães, porque o Gil logo desenrascará....
    Não é bem assim, basta reflectir um pouco, e digo isto, apesar de não ser da arte de restauração, há mais de 30 anos, repito há mais de 30 anos, que organizo os almoços do meu glorioso Bat Caç 2879 e a experiência diz-me que não é bem assim, que tanto faz aparecer mais um ou mais 20.
    Já tive anos em que apareceram mais 30 "marmelos" num número que tem variado entre os 250 e os 330 e depois ou faltou "tacho" ou no caso típico de um almoço realizado nos arredores de Fátima em que um dos pratos especiais era "ensopado de galo de campo" em vez de comermos efectivamente galo, comemos sopas de água fervida e noutro em Vila Real, em vez de comermos uma posta de bacalhau, comemos metade.
    Depois vieram/vêm os "chorrilhos" e o comer é uma merda.
    Só que, para mim, que ando nestas lides há mais de 30 anos, e esses meninos da expontaneidadade no caso do meu Batalhão, vêm de carrinho e já passei dos 60 e já vou a caminho do 69.
    Acresce que, por exemplo, se aparecerem mais 20 melros expotâneamente e o Gil tiver a sala grande ocupada com um evento, onde atabancamos?
    No verão, concerteza não haverá problemas, com mais um presunto e umas sardinhas assadas em cima da mesa, debaixo da ramada e umas uvas acompanhadas com pão, tudo bem, agora no Inverno e tal como aconteceu nos almoços anteriores que para além de terem sido regados com um bom tintol, também foram com muita água e o pessoal não deu por isso, porque estava aconchegado à roda da lareira.
    Tudo isto para dizer, que devem reflectir um pouco sobre esta situação e que não custa nada fazer um telefonema para o Gil a informar que vão efectivamente lá aparecer e não é ele que tem de andar a mendigar o nº de prsenças.
    Pois podem crer que a nossa Tabanca dos Melros e não digo "melrinhos" por ter nascido há pouco tempo, já é uma grande Tabanca.
    Para o próximo dia 13/2 esperamos ter um convívio de arromba.
    Apareçam Camaradas
    Até lá e daqui de Massamá
    Um grande abraço
    Carlos Silva

    ResponderEliminar
  5. Pessoal, deixem-se de fitss. Nós somos como somos. Anarquia sempre. Alguém vai alguma vez reservar lugar numa Tabanca ? Na Tabanca entra-se e pronto. Estou aqui, venha um abraço e se há responsável que se amanhe. Ainda não perceberam que o convívio é mais importante que tudo o mais ? Certo que uma boa ranchada faz sossegar a alma. Mas se esperarmos meia hora pelo bocado ninguem se chateia.
    Carlos, por favor não faças comparações. Cada Tabanca é o que é.
    O importante é estarmos juntos seja onde for, e seja quem for.
    Um abraço para todas as Tabancas do mundo

    ResponderEliminar
  6. Melros Portojo e David Guimarães
    Aprecio e admiro a tua irreverência e fino e acutilante humor e no David o teu virtuosismo
    nas guitarradas.Vós sois uns artistas!E como tal uns despassarados(ou desmelrados?)Sendo assim,e porque há sempre excepções às regras,
    vou reservar sempre dois lugares cativos(não é
    no Dragão)para vós sem aviso.Não vos dispenso.
    Vejam num comentário na Tabanca do Centro que
    até moedinhas para trocos pedem para levar,já
    não falando na data de fecho das reservas!
    Pensem nos desperdícios de comida pode haver
    no caso de serem poucos,em relação a quê?
    Tanta fome por esse Mundo!
    A qualidade do convívio não depende de marcar
    presença ou não.Desculpem algo para quem vos
    conhece recentemente.

    Gil Moutinho "Melro"

    ResponderEliminar
  7. Sempre estô por aqui a ver as postagens dos componentes deste blog,e cofesso sou uma admiradora de todos que fazem parte deste espaço ,que pelo visto ,estão unidos no passado e presente por momentos cruciais ,glórias e muitas histórias importantes,e que hoje relembram momentos de um passado um pouco distante ,mais que continua presente ,na vida de todos,que fazem parte deste grupos como de outros que revivem estas lembranças .Como seguidora de outors blog ,com referencias a assuntos do mesmo tema,quero desejar ,que continuem sempre unidos , pois ,com certeza,quem está unido, jamais serão vencidos...
    Sou uma seguidora anônima,e se não gostarem do meu comentário por favor delete.
    Deixo meus beijos e abraços ,aqui do sertão...

    ResponderEliminar
  8. Meus caros amigos,
    Sábado lá estarei. Hoje na cidade velha e invicta cidade, encontrei mais um amigo que andou lá para os lados de Mansabá, o Mesquita, aproveitei para o convidar para o próximo sábado, ele disse logo que sim. isto não vai morrer! enquanto nós tivermos saúde este convivio será para continuar.
    Portanto, não te preocupes Carlos, embora eu compreenda perfeitamente o quanto gostas disto, e o quanto te esforças, para não falar dos quilómetros que fazes para estares presente.
    A todos os ex combatentes: Apareçam!
    Disfrutem da bela quinta do Gil( ex combatente), da boa comiga e da boa pinga. Há de tudo, até a guitarra do Guimarães, que é um espetáculo.
    Acabo de receber uma mensagem do Pontes ( o ranger) a dizer que lá estará.
    Um abraço a todos
    Quelhas
    Mansabá

    ResponderEliminar